Buscar
  • Equipe Odontologia Eliane Garcia

Bebê com língua presa? Aprenda a identificar.


Alguns sintomas costumam ser presentes quando o bebê sofre com a chamada “língua presa” (cientificamente chamado de “freio curto da língua):

- O bebê tem dificuldade em movimentar a língua para os lados e também para cima, até os dentes superiores.

- Sente dificuldade também em colocar a língua para fora da boca, quando consegue a língua toma um formato de nó ou de coração.

- O bebê costuma morder o mamilo da mãe ao invés de sugar, alimentando-se mal e consequentemente sentindo fome pouco tempo após a mamada.

- O ganho de peso e tamanho é abaixo do esperado.

Os problemas mais comuns causados pela língua presa são relacionados à amamentação, o que influencia diretamente no desenvolvimento do bebê e se o caso não for tratado, o bebê passa a ter problemas no processo mastigatório também, após o primeiro ano de vida. Crianças maiores costumam apresentar dificuldade na fala, ter uma higiene bucal prejudicada e até mesmo espaçamento entre os dentes incisivos centrais inferiores. Algumas atividades, como tocar um instrumento de sopro, se tornam inviáveis.

Após o diagnóstico positivo, é necessário avaliar o caso. Alguns são tratados cirurgicamente, enquanto outros evoluem espontaneamente.

A cirurgia para língua presa é rápida e o desconforto mínimo, sendo possível alimentar o bebê imediatamente após a cirurgia. Caso a criança apresente dificuldades na fala, é recomendado que seja feito tratamento fonoaudiólogo.

Desde 2014, o exame para identificar a língua presa é obrigatório em hospitais e maternidades da rede pública e particular, o chamado “teste da linguinha”. Como em muitos casos não há o consenso entre os profissionais em relação ao procedimento cirúrgico, muitas vezes é preciso que o caso seja reavaliado e os pais fiquem atentos aos sintomas.

#línguapresa #saúde #sintomas

108 visualizações0 comentário