Buscar
  • Equipe Odontopediatria Dra. Eliane Garcia !

O BEBÊ E OS HÁBITOS NOCIVOS DE SUCÇÃO: A CHUPETA E O DEDO


O uso da chupeta é um hábito difundido. Nos momentos em que nada parece acalmar o bebê, é comum que os pais, ou o cuidador, ofereça a chupeta no intuito de resolver o que parece ser uma insatisfação do bebê.

De fato, é uma insatisfação, pois durante a amamentação pode acontecer de sua fome ser satisfeita, mas componente não nutritivo do ato da sucção, que causa bem-estar e segurança ao bebê, ainda não o foi. Neste momento, ele pode descobrir por si só que é possível sugar seu próprio dedo, por exemplo, ou simplesmente irá chorar e ficar inquieto, que é quando normalmente acontece a oferta da chupeta.

Independente do bebê sugar o dedo ou a chupeta, mesmo as ditas “ortodônticas”, as deformidades na arcada poderão surgir. O que irá determinar o grau desta deformidade é a frequência, o tempo e a intensidade do hábito.

A chupeta ortodôntica apresenta uma pequena vantagem em relação à chupeta convencional, isto não significa dizer ela não irá causar danos. Eles podem apenas ser ligeiramente menores, mas também não é algo que se possa afirmar com certeza. Em relação ao dedo, sua grande desvantagem está associada com o fato de que o dedo sempre estará ali presente, sendo impossível “negociar” com a criança. É mais difícil que o vício no dedo seja abandonado, por isso, crianças costumam sugar o dedo por mais tempo do que fazem uso da chupeta, e isto significa maior prejuízo à saúde bucal.

Quanto antes a chupeta (ou o dedo) for removida, maiores as chances de que os problemas se resolvam de forma espontânea, o que acontece geralmente até os dois anos. Depois disso, as alterações podem ser significamente grandes e só possíveis de se resolverem através de tratamento.

O hábito do dedo e da chupeta podem causar, entre outros problemas, alterações na formação dos ossos da face, desenvolvimento de más-oclusões e desvios no padrão respiratório.

O BENEFÍCIO DA AMAMENTAÇÃO PARA EVITAR A CHUPETA

Além de todos os benefícios nutritivos já conhecidos do leite, a amamentação colabora para que a criança sinta menos vontade de sugar algo diferente do peito. Isto porque o tempo da mamada é mais prolongado e mais facilmente satisfaz a necessidade do bebê. Já quando ele faz uso da mamadeira, ocorre um rápido aleitamento e o bebê deseja continuar a sugar, é quando ele pode descobrir o dedo ou os pais recorrerem à chupeta. Além disso, bebês que recebem muito precocemente a chupeta, têm a tendência a desmamar antes do período ideal.

OUTROS SENTIMENTOS

O uso indiscriminado da chupeta pode mascarar outras necessidades do bebê e comprometer seu desenvolvimento. Além dos malefícios à saúde bucal, o bebê pode confundir sintomas como fome e desejo de afeto com o desejo pela chupeta.

EVITANDO O DEDO

Como já vimos, sugar o dedo pode ser mais complicado do que sugar a chupeta. Porém, para que a chupeta sirva apenas como complemento da sucção e seja um obstáculo à sucção do dedo, os pais precisam fazer o uso da chupeta de forma muito controlada, oferecendo-a apenas por alguns minutos ao bebê.

ALTERNATIVAS

Nas primeiras semanas de vida, o bebê deve mamar em livre demanda, ou seja, ele se beneficiará tanto do alimento, quando do contato com a mãe para suprir sua necessidade afetiva. A partir de 3 meses, podem ser oferecidos mordedores para que o bebê satisfaça sua vontade e se distraia.

FICA A DICA

- Amamentar em livre demanda ajuda a evitar a oferta precoce da chupeta; - Aprenda a observar o bebê a fim de conseguir distinguir quando ele está com fome, medo, com frio, calor etc. Isto ajudará a controlar a oferta da chupeta.

#chupeta #dedo #sucção #chuparodedo

159 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo