top of page
Buscar
  • Foto do escritorEquipe Dra. Eliane Garcia

A relação entre respiração oral e problemas dentários em crianças

A respiração oral pode ter várias ramificações para a saúde bucal das crianças. Essa condição pode surgir por diversas razões, como obstruções nas vias aéreas superiores, como adenoides aumentadas, desvio do septo nasal ou hábitos como chupar o dedo.




Uma das consequências mais significativas da respiração oral é o impacto direto sobre a saúde dos dentes e da cavidade oral.


A respiração oral pode levar a mudanças na posição dos dentes e do desenvolvimento da mandíbula. Quando uma criança respira pela boca durante períodos prolongados, ela pode desenvolver uma má oclusão dentária, onde os dentes não se alinham corretamente quando a boca está fechada. Isso pode resultar em problemas como mordida aberta, mordida cruzada ou até mesmo apinhamento dos dentes.


Além disso, quando uma criança respira pela boca, a salivação pode ser reduzida, o que pode levar a uma boca seca. A saliva tem um papel importante na proteção dos dentes, neutralizando os ácidos produzidos pelas bactérias e ajudando a prevenir a cárie dentária. A redução da salivação pode aumentar o risco de cáries e outros problemas dentários.


Outra complicação comum associada à respiração oral são alterações na face, como o crescimento excessivo do maxilar superior e o achatamento do perfil facial. Essas mudanças podem afetar não apenas a estética, mas também a função da boca e da mandíbula, dificultando a mastigação e a fala.


É importante que os pais e os profissionais de saúde estejam cientes dos sinais de respiração oral em crianças, como boca sempre aberta, lábios ressecados, ronco durante o sono e respiração ruidosa. Identificar e tratar oportunamente a respiração oral pode ajudar a prevenir problemas dentários e ortodônticos mais graves no futuro.


O tratamento da respiração oral geralmente envolve abordar a causa subjacente do problema, como a remoção das adenoides ou a correção de hábitos prejudiciais. Além disso, é fundamental incentivar a respiração nasal por meio de exercícios de respiração e, se necessário, utilizar dispositivos como aparelhos ortodônticos para ajudar a corrigir a posição dos dentes e da mandíbula.

48 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page