top of page
Buscar
  • Foto do escritorEquipe Dra. Eliane Garcia

Doenças bucais comuns na infância: prevenção e tratamento


As doenças bucais na infância são uma preocupação frequente para pais e cuidadores, pois podem afetar não apenas a saúde oral, mas também o bem-estar geral da criança. Felizmente, muitas dessas doenças são preveníveis e tratáveis com cuidados adequados, atenção precoce e intervenções oportunas.



Uma das doenças bucais mais comuns na infância é a cárie. Causada principalmente pela ingestão frequente de alimentos açucarados e má higiene bucal, a cárie pode levar à deterioração dos dentes e, em casos graves, até mesmo à perda dentária. A prevenção da cárie inclui a escovação regular dos dentes com creme dental fluoretado (entre 1.100 e 1.450 ppm - partes por milhão), limitação do consumo de açúcar e visitas regulares ao odontopediatra.


Outra condição prevalente é a gengivite, uma inflamação das gengivas que pode causar inchaço, vermelhidão e sangramento. A gengivite é geralmente causada pela má higiene bucal, mas também pode ser agravada por fatores genéticos e hormonais. A prevenção envolve uma boa escovação (com escova macia, de cabeça pequena) e uso de fio dental, bem como visitas regulares ao odontopediatra para limpeza profissional e orientação sobre técnicas de higiene adequadas.


Além disso, as crianças também podem ser afetadas por problemas ortodônticos, como a má oclusão dentária e o apinhamento. Estes podem causar desconforto e afetar a função mastigatória e a estética do sorriso. O tratamento ortodôntico, que pode incluir o uso de aparelhos, é frequentemente recomendado para corrigir esses problemas e garantir um desenvolvimento bucal saudável, mesmo em crianças de menor idade. Atualmente, existem modelos de tratamento praticamente imperceptíveis, como o Invisalign, que permitem um tratamento rápido, eficaz e menos invasivo.


As lesões na boca, como cortes, contusões e queimaduras, também são comuns na infância, especialmente em crianças ativas ou durante a fase de dentição. A prevenção dessas lesões envolve supervisionar as atividades das crianças e evitar o acesso a objetos ou alimentos que possam representar riscos.


Em casos mais graves, como infecções bucais ou traumatismos dentários, é essencial procurar atendimento odontológico imediato para avaliação e tratamento adequado. Em todas as situações, a educação dos pais e cuidadores desempenha um papel fundamental na prevenção e no cuidado das doenças bucais infantis.


Ou seja, a prevenção das doenças bucais na infância envolve uma combinação de hábitos saudáveis, como escovação regular, limitação de alimentos açucarados, visitas ao dentista e supervisão adequada das atividades das crianças. Com cuidados adequados é possível garantir um sorriso saudável e feliz para as crianças.


32 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page