Buscar
  • Equipe Dra. Eliane Garcia

HÁBITOS ORAIS EM CRIANÇAS E SUA RELAÇÃO COM A ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL

Atualizado: Fev 4

Assim como os problemas de origem genética ou hereditária, certos tiques e hábitos orais podem acabar criando problemas no desenvolvimento orofacial. Trata-se de ações involuntárias, repetitivas e duradouras que exercem forças prejudiciais nos dentes, mandíbulas, gengivas e tecidos moles da boca, produzindo alterações e deformações nos dentes e ossos da face.

Atualmente, os hábitos orais parafuncionais em crianças, como chupar o dedo ou a chupeta, são uma das principais causas do desenvolvimento de más oclusões.


Sendo assim, é muito importante a detecção precoce de hábitos orais prejudiciais para avaliar o impacto que isso pode ter no desenvolvimento oral da criança e a conveniência de realizar um tratamento para corrigi-lo o mais rápido possível.


Se a criança aprestar um ou mais características da lista abaixo, os pais devem ficar atentos e procurar orientação profissional o mais rápido possível:


- Tem problemas para fechar os lábios

- Fica sempre fica de boca aberta

- Tem o hábito de chupar o dedo

- Tem olheiras

- Ronca

- Apresenta gengivas inchadas

- Põe a língua em posição baixa e ao engolir empurra os dentes

- Tem mais de um ano e ainda não consome alimentos consistentes


HÁBITOS ORAIS MAIS COMUNS


Deglutição atípica e interposição lingual


Consiste na interposição da língua entre os dentes superiores e inferiores ao engolir, poderá causar deformação do palato, mordida aberta anterior (é impossível unir os dentes ao fechar a boca), projeção para frente dos dentes e falta de selamento labial, o que causa problemas na fala também.


Respiração oral


A respiração correta é a nasal. A respiração oral impede o crescimento adequado das mandíbulas e favorece o desenvolvimento de gengivite e boca seca. Como a língua é colocada em uma posição baixa na boca para permitir a passagem de ar, não estimula o crescimento da largura do palato, fazendo com que mandíbula cresça para baixo e não para a frente, o que causa alongamento facial.


Sucção digital e labial


O fato de uma criança chupar o dedo é relativamente comum. Se esses hábitos são eliminados logo as repercussões são geralmente reversíveis. No entanto, se durar com o tempo, geralmente deforma a mordida da criança (criando principalmente mordidas abertas e compressões da mandíbula).

Esses hábitos geralmente são mais difíceis de corrigir do que, por exemplo, o uso prolongado da chupeta (que pode ser removida, e não o seu próprio dedo ou lábio inferior).


Uso prolongado da chupeta e mamadeira


A Aninha e os papais já aprenderam que chupar o dedo, a chupeta e o uso da mamadeira pode atrapalhar muito o sorriso. A Aninha usa aparelho, e está cada dia mais linda! Hoje, foi a vez da Aninha aprender que a sua boneca Melissa não deve usar chupeta, mesmo que ela ache bonitinho! Valeu para refletirmos sobre hábitos passados de geração a geração.


O hábito de sugar é normal até os primeiros meses de vida, mas quando os dentes do bebê entram em erupção, as crianças devem abandonar esse hábito e começar a mastigar. O ideal é que o bebê nunca tenha contato chupetas ou mamadeiras, porém, caso tenha, recomenda-se remover esses objetos até, no máximo, os 18 meses de idade (e em nenhum caso exceder 2 anos), pois se esse hábito continuar com o tempo, pode causar deformação no palato e mordida aberta.


Dieta excessivamente macia


Alimentos macios são mais fáceis de engolir e digerir, exercitando menos musculatura mastigatória e produzindo menos desenvolvimento das mandíbulas, o que pode ocasionar em diversos problemas. Além disso, a dieta pastosa tem um maior efeito cariogênico, por serem alimentos que aderem mais facilmente aos sulcos e fissuras dos dentes. Se forem alimentos açucarados, o problema é ainda maior.


FICA A DICA


- Quanto antes um problema é detectado, mais facilmente ele será resolvido. Portanto, não adie as visitas ao Odontopediatra ou a outro profissional indicado para o problema.

- Informação é a base para uma vida saudável! Desde a gestação, a mãe deve manter hábitos saudáveis e buscar conhecimentos com embasamento para a melhor conduta com o recém-nascido.

- Para todos os hábitos negativos que a criança adquire, existe uma causa, que deve ser buscada e solucionada. Para isso, os pais devem procurar ajuda multiprofissional, como Psicólogo, Fonoaudiólogo, Fisioterapeuta, além do Odontopediatra e Ortodontista ou Ortopedista Funcional dos Maxilares.


#habitosorais #habitos

20 visualizações0 comentário