ATENÇÃO À SAÚDE BUCAL DO PCD

O objetivo deste Guia de Atenção à Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência, desenvolvido pelo Ministério da Saúde, é oferecer orientações a profissionais da Saúde, promovendo a qualificação da atenção odontológica a partir de estratégias para o manejo e o cuidado, de forma qualificada e segura, na lógica da integralidade e da humanização e de acordo com padrões estabelecidos por evidências científicas.

 

Adicionalmente às orientações mais gerais sobre o cuidado odontológico à pessoa com deficiência, o documento aprofunda questões referentes a deficiências específicas, consideradas mais prevalentes nos consultórios odontológicos e que necessitam de controle e manejo especiais em relação às condutas odontológicas. Assim, são abordadas, de maneira mais detalhada, as condições: deficiência intelectual, demência, Doença de Parkinson, paralisia cerebral, Síndrome de Down e Transtorno do Espectro do Autismo.

Apesar de ser um material com foco no profissional, os pais e toda a rede de apoio de pessoas com deficiência (PCD) podem se beneficiar com a leitura do conteúdo. A partir da correta informação é possível identificar boas práticas e selecionar profissionais mais bem qualificados.

AVANÇOS NA PLACA PALATINA DE MEMÓRIA

A Placa Palatina de Memória (PPM) foi originalmente desenvolvida por um Médico Neurologista argentino chamado Rodolfo Castillo Morales, ficando, assim, conhecida como Placa de Memória Castillo Morales. 


A placa possui estimuladores que induzem o fechamento labial, com a manutenção da língua dentro da boca, levando a uma melhora da musculatura orofacial da criança e o desenvolvimento da respiração nasal, promovendo o equilíbrio neuromuscular da face, pescoço, assim como nos movimentos da cabeça e do corpo.


Em crianças com diagnóstico funcional de hipotonia, como acontece em pacientes com Síndrome de Down, a estimulação precoce com o uso da PPM permite, com o uso a partir do primeiro ano de vida, o melhor desenvolvimento do Sistema Nervoso Central e da boca.


A partir dessa técnica criada pelo Dr. Castillo, a Dra. Eliane Garcia uniu seus conhecimentos, os princípios da Fisiologia oral e da Ortopedia Funcional dos Maxilares, assim como a técnica de manejo das crianças para confeccionar um aparelho Ortopédico com o objetivo de trabalhar as alterações funcionais, assim com estimular o crescimento transversal da maxila e mandíbula, que ja estavam alterados, mesmo antes da erupção dos dentes.


Esse aprimoramento só foi possível com muito estudo, embasamento científico, e a colaboração de profissionais amplamente capacitados, como Dra. Patrícia Valério, Dra. Márcia Sampaio e Dra. Silvia Chedid. 


Uma das pacientes a utilizar foi a pequena Ester, que poderá ter um desenvolvimento orofacial adequado, harmônico e funcional.
É importante salientar que a PPM, apesar de seus amplos benefícios, é apenas um dos aliados que integram o programa multidisciplinar e transdisciplinar  de assistência ao paciente com Síndrome de Down.