Buscar
  • Equipe Odontolopediatra Dra. Eliane Garcia |

Odor na respiração da criança: o que pode ser?


Apesar do seu filho(a) escovar bem os dentes e com a frequência necessária, ele pode apresentar um odor forte e nada agradável na respiração.

Crianças não têm a coordenação motora fina (aquela que utiliza os pequenos músculos, principalmente das mãos e conferem uma maior habilidade nos movimentos delicados) tão desenvolvida. Por conta disso, sua escovação não será capaz de remover a placa bacteriana por completo e menos ainda fazer bom uso do fio dental, sendo os dentes posteriores (do fundo) os menos alcançados pela criança, fazendo com que o cheiro ruim passe mais facilmente para as narinas.

A escovação incorreta é a principal causa dos odores na respiração e hálito, porém, não é a única.

Crianças podem ser vítimas de alergias que causam congestionamento nasal, o que também pode ser a causa do mau odor. Isto ocorre por conta da própria secreção ou pelo fato da criança respirar com a boca aberta, fazendo com que os tecidos sequem e o odor causados pelas bactérias fiquem mais intensos.

O acúmulo de placa bacteriana esbranquiçada que se forma na parte posterior da língua (também conhecida como saburra lingual), que ocorre por determinadas causas, também pode ser o motivo do mau cheiro. A maior parte das bactérias da boca se instalam na língua.

O que fazer para evitar o mau cheiro da respiração e a halitose (mau hálito)?

Primeiramente, os pais devem saber que crianças até por volta dos 10 anos precisam de ajuda para realizar uma escovação efetiva. Portanto, a participação dos pais nas principais escovações do dia (após as principais refeições) ou pelo menos uma vez ao dia, é essencial. Além disso, o uso do fio dental é indispensável. Caso precise, faça uso de um suporte (converse com seu dentista).

Além de ajudar a criança na escovação, os pais devem incentivar a criança a se hidratar. Beber água ao longo do dia manterá a boca hidratada e ajudará a “lavar” o odor causado pelas bactérias. Qualquer outra bebida se não água pode colaborar para a aumento do problema.

Caso os pais estejam efetuando a escovação junto com a criança, fazendo uso do fio dental, mantendo a criança hidratada e o mau cheiro persistir, é preciso consultar o odontopediatra ou um pediatra, podendo se tratar de um problema mais sério.

FICA A DICA

- Participe ativamente da escovação da criança até os 10 anos; - Complete a higiene com o uso de fio dental; - Certifique-se que seu filho(a) está consumindo água suficiente; - Consulte o odontopediatra regularmente.

#odor #mauhálito #odontopediatra #higienebucal

3,495 visualizações0 comentário