Buscar
  • Equipe Odontolopediatra Dra. Eliane Garcia |

Higiene bucal é coisa séria: até mesmo o coração pode ser atingido!


Vários são os problemas causados por uma má higiene bucal. Entre eles, um se mostra particularmente preocupante, não por sua causa imediata, mas por consequências que ele pode causar. Estamos falando da periodontite, que se caracteriza pela inflamação da gengiva e que, se não cuidada, pode levar à perda de dentes e até problemas no coração.

Recentemente, a mídia tem divulgado o caso de uma pessoa pública com problema no cérebro causado por uma bactéria bucal, proveniente da falta de tratamento adequado.

A periodontite se manifesta através de sintomas como dor, ferimento entre os dentes, presença de pus e sangramento da gengiva. Acontece que a gengiva machucada pode se tornar porta de entrada para bactérias que poderão chegar ao coração. Este processo se chama “bacteremia transitória” e ocorre quando as bactérias conseguem encontrar um caminho para a corrente sanguínea, a maior chance disso acontecer, além dos casos de periodontite não tratados, é após traumas e cirurgias que não foram bem acompanhadas.

Estudos com pessoas que sofrem com doenças cardíacas inflamatórias mostrou que a maior parte delas tinham a presença da bactéria bucal nas artérias coronárias.

O cuidado com a saúde bucal é essencial para todos, mas principalmente para os grupos que apresentam maior risco para doenças cardíacas, como portadores da síndrome de Down e diabéticos. Além disso, pessoas que possuem as defesas naturais do organismo mais frágeis, como crianças pequenas e idosos, também estão mais propensas a sofrerem as consequências das infecções.

Além da endocardite (inflamação das artérias do coração), outras doenças também pode ser causadas ou agravadas pelas presença da bactérias na corrente sanguínea, como sinusite, pneumonia e artrite reumática.

O acompanhamento periódico com o dentista é fundamental para uma prevenção e tratamento dos problemas bucais tão logo eles apareçam. Além disso, o profissional, conhecendo o histórico do paciente e os fatores de risco envolvidos, poderá realizar diagnósticos precoces, colaborando com a manutenção da saúde bucal e geral do paciente.

TRATAMENTO E PREVENÇÃO

O tratamento para as infecções é sempre através de antibióticos. Dependendo da gravidade da situação, a administração pode ser via oral ou intravenosa. A melhor prevenção ainda é zelar pela boa saúde bucal e fazer o acompanhamento periódico com o dentista ou odontopediatra, no caso de crianças.

FICA A DICA

- Não ignore pequenos sintomas bucais. - Faça o acompanhamento periódico com o dentista, muitas vezes não é possível perceber o andamento do processo inflamatório sozinho.

#higienebucal #coração #periodontite

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo