Buscar
  • Equipe Odontolopediatra Dra. Eliane Garcia |

ESCOVA DENTAL: COMO CUIDAR DESTA FIEL COMPANHEIRA?


Nossa companheira e aliada do dia a dia, a escova de dentes merece cuidados que irão garantir que ela continue promovendo a saúde bucal da maneira esperada.

A escova que não é cuidada corretamente pode ser tornar um local de acúmulo de bactérias e e consequentemente causar prejuízos à boca.

Então, atenção às dicas:

- Sempre que acabar de escovar os dentes, lave bem a escova em água corrente e observe se não ficou nenhum resíduo de sujeira preso às cerdas. Depois disso, dê leve batidinhas com o cabo da escova para que o excesso de água saia.

- O melhor local para guardar a escova é em uma gaveta reservada unicamente para os itens de limpeza bucal (fio dental, pasta, limpador de língua etc). Deve-se manter esta gaveta limpa. Ela deve ser, preferencialmente, longe do vaso sanitário, onde há maior incidência de germes e outros micro-organismos.

- Além de ser bem guardada, as escovas dos ocupantes da casa não devem ter contato, isto porque o contato propicia a troca de bactérias. Não se deve usar uma escova alheia!

- Se preferir usar capinhas, tudo bem. Porém, garanta que a escova esteja seca antes de guardá-la. Lavar periodicamente a capinha também é essencial. O ideal mesmo é reservar o uso das capinhas para as viagens, onde as escovas são levadas em bolsas e ficam em contato com outros objetos.

- Antissépticos bucais podem ser utilizados para reforçar a limpeza da escova, porém, a eficácia só é garantida com a fórmula clorexidina 0,12%, que deve ser receitada pelo dentista.

- Dê preferência para escovas sem detalhes, com cabos lisos, que diminui o acúmulo de sujeira e facilita a limpeza.

- Caso haja sangramento na escovação, a limpeza deverá ser redobrada. Uma escova contaminada e uma gengiva inflamada é uma relação potencialmente problemática.

- Troque sua escova a cada 3 meses, mesmo seguindo todas estas orientações. Caso ela apresente sinais de cerdas gastas antes deste período, realize a troca antecipadamente.

- Lave as mãos antes de manusear a escova. De nada adianta uma escova limpa em uma mão suja.

- Redobre os cuidados com a limpeza caso esteja doente, já que a imunidade baixa pode favorecer outras enfermidades, inclusive bucal.

- Peça orientação profissional. Seu dentista é o profissional indicado para indicar as melhores práticas em higiene bucal.

Acompanhe nosso blog e fique por dentro de notícias relevantes da saúde bucal.

#escova #cuidados

71 visualizações0 comentário